Morretes – Florianópolis

A Estrada da Graciosa é uma estradinha encantadora, de paralelepípedos e repleta de hortênsias, muito floridas em algumas épocas do ano.

P_20170217_140739
Início da Graciosa, ainda asfalto. 415 km até ali, nem imaginando quantos mais viriam

Dali cheguei a Morretes, cidadezinha tranquila, interiorana, com muito calor. A cidade é cortada pelos trilhos do trem, um tanto curioso para quem é de fora como eu e precisa aguardar a passagem do trem para atravessar.

P_20170217_183213

Ao lado da minha moto no hostel, uma Ténéré 250, toda equipada e extremamente bem cuidada. Na manhã seguinte conheci o dono da Té, o Júnior, de Ibiúna-SP, conversamos um pouco, ele ofereceu um produto para lubrificar a corrente da minha moto e eu fiquei extremamente agradecida pois havia procurado bisnagas de graxa nos postos do caminho, mas vendiam apenas embalagens muito grandes. Proseamos bastante sobre motos, viagens, ele também seguiria para Florianópolis e então decidimos pegar estrada juntos.

Na noite anterior eu já havia perguntado ao Daniel (o amigo gaúcho) qual caminho ele me sugeria para seguir a Floripa e ele, com toda experiência de cicloturista e motoviajante me passou uma série de opções. Acabei escolhendo seguir pela balsa de Guaratuba, que me parecia uma travessia interessante e um caminho mais simples, já que eu iria guiando mais uma pessoa. Me perder, ok. Me perder levando mais um, preferi evitar.

P_20170218_090203
Amizade que nasce na estrada e segue pra vida!

 

A estrada foi muito tranquila, chegamos no meio da tarde em Florianópolis, levei o Júnior para conhecer o Mirante da Lagoa da Conceição e nos hospedamos de frente para a lagoa.

P_20170218_165119
Mirante da Lagoa da Conceição

Neste meio tempo, soube que um amigo e motoviajante querido, o Glauber Leite, tinha se mudado para Urubici. Urubici! Não fosse o bastante estar no ponto de partida para as Serras do Rio do Rastro, do Corvo Branco, Morro da Igreja, ele ainda estava gerenciando uma pousada exclusiva para motociclistas! (leia a colaboração que fiz para a revista Motociclismo sobre a pousada aqui)

Decidi que iria até lá. Combinei com ele minha estadia e pronto. Era pegar a belíssima BR 282 e chegar às serras catarinenses. Já estive na região duas vezes antes, na garupa da XT do Thiago Santos, em nossa primeira viagem longa de moto, e depois pilotando minha primeira moto, uma Intruder 250, na companhia também do Daniel, 4 anos atrás. Mas serra catarinense nunca é demais e cada época do ano guarda seus encantos.

Também decidi ficar um dia a mais em Florianópolis para curtir a ilha, me despedi do Júnior que seguiria viagem no dia seguinte, com a certeza de ter feito mais um amigo na estrada (e na vida).

P_20170219_172303

 

P_20170219_180036_PN
Dunas da Joaquina
P_20170220_060315
Lagoa da Conceição
Anúncios
Morretes – Florianópolis

Motogaragem Urubici

Colaboração minha para a revista Motociclismo falando sobre a Motogaragem, pousada exclusiva para motociclistas em Urubici. Chega de estacionar a moto no cantinho :P

Veja aqui: http://www.motorpress.com.br/moto/especiais/especiais/motogaragem-parada-obrigatoria-em-urubici/

P_20170220_101135

 

 

motogaragem_2_620x467

P_20170226_180405_1

Motogaragem Urubici