Moto nova e viagem

Triumph Bonneville T100
Triumph Bonneville T100 (a moto que não é custom)

A primeira vez que subi numa Triumph Bonneville foi no Salão Duas Rodas de 2013 e me apaixonei pela posição de pilotagem. Tempos depois fiz um test ride na Triple Triumph em São Paulo e ainda aluguei uma para dar um passeio mais longo. Não restava dúvidas, era ela!

Em dezembro decidi comprar minha moto dos sonhos. A Sahara tinha me deixado na mão (ou melhor, na garupa) na viagem pro Espírito Santo, surgiu um preço legal então decidi que era a hora! Fui buscar a minha tão sonhada Bonneville em Belo Horizonte, a 600 km de São Paulo, simplesmente porque, se estamos falando de realizar sonho tem que ser completo né, a cor que eu queria naquela condição de compra só estava disponível lá.

De BH para o mundo \o/
De BH para o mundo \o/

Li tudo que existia na internet sobre amaciamento de motor e embarquei denovo na garupa do Thiago pra buscar minha moto. O pessoal da Triumph BH foi sensacional, extremamente atenciosos, transformaram aquele momento em algo ainda mais especial. Forte abraço ao Luisão e a todos da concessionária que fizeram questão de ir conhecer pessoalmente a moça de SP que tinha ido buscar a Bonneville :) Como mulher motociclista, também não posso deixar de comentar o tratamento de igual pra igual que recebi de todos (e não aquele direcionado ao homem que está com você como acontece muitas vezes quando estou acompanhada), a Triumph BH está realmente de parabéns.

Depois da volta pra casa, fiz mais algumas pequenas viagens, litoral e interior de SP e, finalmente as férias chegaram permitindo ir mais longe.

Domingo seguimos Thiago e eu para Goiás, rumo a Chapada dos Veadeiros. Vai ser a primeira chapada do Brasil que vou conhecer, sonho antigo também, por isso estou muito, muito animada!

São aproximadamente 1.200 km que vamos dividir em 3 dias, primeiro até Uberaba, depois Brasília, onde pretendemos conhecer um pouquinho da capital do nosso país, chegando a chapada no terceiro dia.

Minha moto ganhou dois acessórios, um protetor de motor que coloquei na Silverstone Moto aqui em São Paulo e os afastadores de alforge, que foram a saga para serem encontrados.

Minha moto nas mãos de uma lenda viva do motociclismo, Sylvestre Paschoal
Minha moto nas mãos de uma lenda viva do motociclismo, Sylvestre Paschoal
Afastador de alforge devidamente instalado
Afastador de alforge devidamente instalado

Os originais vem num kit com os alforges, o que encarece muito. Na Silverstone estava em desenvolvimento um modelo, mas ainda sem previsão de data para comercialização. Tentei mandar fabricar, afinal é um simples pedaço de metal sem segredo… muita gente me indicou a Adão Metais, mas quando cheguei lá o próprio Adão disse simplesmente que não fazia, até perguntei surpresa: “mas não faz de jeito nenhum?” Aí ele explicou que podia ver se fazia dali alguns meses mas para isso teria que levar a moto para a fábrica por uns dias etc e tal. A saga só terminou quando um amigo mandou o link dos afastadores a venda no Ali Express que foi onde comprei e, um mês depois meu problema estava resolvido. Bom, eu tentei valorizar um produto de fabricação nacional, mais artesanal, mas se nossos comerciantes daqui não se interessam por este mercado a gente busca outros fornecedores e, claro, se não se interessou em resolver o meu problema agora, pode ter certeza de que quando eu for pesquisar outros produtos para moto e afins, também escolherei outras lojas, nada mais justo, não? ;)

A bonnie está com uns 2.600 km rodados e o que posso dizer é que é uma moto incrível e que reflete exatamente o que eu estava buscando, uma moto mais robusta para longas viagens, com a força necessária para as ultrapassagens em maior segurança e, principalmente, uma moto extremamente estável. Nela, se for pra balançar algo com o vento será você e não a moto. E além de tudo, é linda, um estilo retrô que é o meu preferido e combina com meu estilo de pilotagem pois não é uma moto para os amantes da esportividade e velocidade, embora sim, ela seja uma moto veloz, mas uma moto com aceleração suave porém presente no momento em que precisar.

Thiago também fez alguns ajustes na moto dele, a XT 600: novos farois de milha e um suporte no baú para bagagem, além da revisão.

E agora é só curtir!

Anúncios
Moto nova e viagem