>O grande passeio ciclístico

>Pedalando todo dia e sempre pesquisando pra aprender tudo que pudesse, fui adquirindo cada vez mais segurança com a bike. É verdade que de vez em quando algum motorista passa um pouco mais perto do que deveria ou faz uma manobra que pode colocar todos em risco, mas isto é o trânsito, infelizmente este espaço de convivência conta com pessoas de todos os tipos. Motoristas que respeitam a vida e as leis, e motoristas que transformam seus carros em armas…

Com a confiança adquirida, o assunto bicicletada não saia da minha cabeça, eu queria ir, queria ver como era, sempre recebia os convites através dos contatos que fui adquirindo pela internet, mas como o local de saída era longe e eu só estava acostumada a pedalar no mesmo caminho, ainda não me sentia pronta..

Então fiquei sabendo de um passeio ciclístico aqui em Osasco. Na divulgação dizia que o passeio seria no centro da cidade (perto da minha casa) e que teria apoio da Polícia e do Demutran.

Demutran???? Teria uma escolta????

Naquela época eu nem sabia que passeios ciclísticos organizados pelas prefeituras e demais órgãos governamentais consistiam em fechar as ruas (ou parte delas) com apoio do departamento de trânsito, para que os ciclistas passassem.

Como eu nunca tinha ido a um passeio destes, achei que seria uma excelente oportunidade de ir para outros lugares com a bike e evoluir para logo poder comparecer na bicicletada. (não sem antes ter analisado qual caminho eu faria para chegar até o centro da cidade pedalando em segurança) Postei na noite anterior as informações do passeio numa comunidade do orkut e vi que um cara que eu tinha tido alguns contatos na comunidade falando sobre bikes, estava confirmando que iria também. Tratei de dar uma boa olhada na foto dele, quem sabe não o encontraria.

E lá fui eu no domingo de manhã com a minha bike e muito protetor solar para o Passeio Ciclístico da Emancipação de Osasco (março/2009).
Ao chegar, fiquei meio perdida, com aquela sensação de não saber onde colocar as mãos, rs.. Encostei numa sombra e fiquei vendo o movimento, dei aquela ligadinha básica pra casa pra dizer que tinha chegado bem e que estava esperando o início da pedalada.

Depois de um tempinho reconheci o cara do orkut, o Samir (ou Avalanche). Como sou super tímida, fiquei meio sem saber se ía lá falar com ele e então ele passou perto de mim, o cumprimentei, ele acenou com cabeça mas percebi que não tinha me reconhecido (foto de orkut, já sabe…). Vi que ele se encontru com um pessoal e ficaram batendo papo e comecei uma luta interior: vou lá, ou não vou.. até que finalmente tomei coragem e fui até lá, cheguei na maior cara de pau e interrompi a conversa dele: Oi Samir, eu sou a Camila, do orkut! (com as bochechas vermelhas!) Então ele me apresentou à Fátima, a ciclista com quem ele estava conversando e que estava com umas fotos de passeios de bike. Começamos a bater papo, expliquei que estava insegura pois nunca tinha ido a um passeio destes e tal. Quem conhece o Samir (e ele é bem conhecido dos bikers) sabe que ele é gente finíssima e me acompanhou durante todo o passeio, me explicou antes como seria, que era legal não ficar lá na frente na muvuca nem no meião.

No final, eu conheci mais um monte de amigos dele, curti muito o passeio e ainda tirei foto com eles, nem imaginava que grandes amizades haviam começado naquela minha decisão de ir lá me apresentar na caruda e que teríamos muitos passeios pela frente! Sempre me lembro disto pois se tornou o maior exemplo de como a timidez podia ter me privado de tanta coisa legal se eu tivesse exitado em me apresentar!

Anúncios
>O grande passeio ciclístico

6 comentários sobre “>O grande passeio ciclístico

  1. >Oi Camila td bem? Meu nome é Karina sempre gostei muito de bike, pois nasci no interior e la era o meio de transporte utilizado pela maioria das pessoas, hoje moro em Osasco e por causa do transito resolvi comprar uma bike. Estou querendo pedalar de verdade, mas sozinha é muito ruim, foi ai que te achei, li um pouco da sua historia e queria algumas dicas de onde a galera se encontra, e tb conhecer pessoas que gostem deste esporte que é muito bom.Minha bike ñ é zero é não uso equipamentos, to querendo conhecer um pouco do que é legal usar.Bom é isso, até mais.Não sei se vc vai responder e nem onde ver a resposta então segue meu emailkarynabonaf@hotmail.comNo orkut karynabonaf@gmail.comAbraços

  2. >Oi Karina! Que bacana conhecer um pouquinho da sua história e da sua vontade de pedalar!Não sei se você já conhece a bicicletada. Dê uma olhada aqui: http://WWW.bicicletada.org/Osasco – a próxima acontecerá neste sábado, é uma oportunidade de nos encontrarmos e conversarmos melhor.E sabe o passeio deste post onde você comentou? Vai acontecer o deste ano no domingo agora, dia 28/02. Eu estarei por lá, mais uma oportunidade de batermos um papo! Espero seu contato!bjs

  3. >Camila, obrigada pelo retorno dei uma olhada no site do bicicletada é uma otima oportunidade…Tenho duvidas quanto aos acessorios, preciso comprar um capacete. Enquanto a bike a minha é simples de marcha, tem alguma restrição? Pelo que vi nas fotos as bikes do pessoal é comum.Desculpa te encher de perguntas, é que ando sozinha então pego a bike e uma mochila e caio no mundo.Se vc puder me dar umas dicas do que usar de acessorios e o que levar ficarei grata.Abs

  4. >Oi Karina,Não tem assim uma bicicleta específica, como o que mais tem pra vender é bicicleta com marcha, tipo mountain bike, o que a gente mais vê na rua é isso, rs.. Mas o que se pode fazer é ir adequando a bicicleta à sua necessidade. Por exemplo, com tanta chuva é super legal ter paralamas pra não sujar a roupa e paralamas é geralmente um acessório difícil de encontrar. Antes eu usava mochila mas começou a me dar dor nas costas então coloquei uma cestinha na bicicleta. Pode-se colocar também um bagageiro atrás. Mas o importante mesmo é sempre ficar ligada na segurança da bike, se os pneus estão bons, se os freios estão regulados, se tem algum barulho estranho (a bicicleta bem regulada não faz barulhos!) e etc..Sobre o capacete, ele não é um item obrigatório, mas eu uso desde sempre. Optei por usar capacete pois li em algum lugar que ele reduz em 80% a gravidade dos traumatismos cranianos num caso de batida com a cabeça. E também acho que ficamos mais visíveis, mais “respeitáveis” pelos veículos motorizados:)O que eu sempre levo na bolsa é um kit remendo + chave + bomba de ar para o caso de um pneu furar. Eu fiquei muito tempo sem saber como trocar/remendar câmara, mas acabei aprendendo com as Pedalinas, um grupo de pedal urbano feminino, aqui no meu blog tem link para o blog do grupo, dá uma olhada. Sempre tem oficina e vc pode aprender pra ficar mais independente com a bike! (mais uma oportunidade!)Enfim, espero ter tirado um pouquinho das suas dúvidas, mas veja se você aparece na bicicletada sábado e no passeio do domingo, assim a gente pode conversar e trocar idéias, opiniões e etc!Você viu direitinho onde é o encontro? (ambos são na região central, é fácil pra vc chegar?)Bjão!

  5. >É acho que só começando a ver como faz para aprender…Vi sim o local dos encontros, ambos são de fácil acesso para mim. Vou tentar ir nos dois.Super obrigado pelas dicas, sabado te encontro no viaduto.Vou fuçar um pouco no seu blog, tem muita coisa legal aqui para apreciar.Até sabado…Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s